Como funcionam os aparelhos auditivos?

Todos os aparelhos auditivos possuem quatro componentes básicos: um microfone, um amplificador, um receptor (que é essencialmente um alto-falante) e uma bateria.
 
O aparelho auditivo capta o som através do microfone, que converte o som em impulsos elétricos antes de ser enviado ao amplificador.
 
O amplificador aumenta a potência desses sinais e os passa pelo receptor para o ouvido.
 
Mas nem todos os aparelhos auditivos oferecem a mesma experiência auditiva e conforto. Os aparelhos auditivos modernos possuem um chip inteligente, programado pelo fonoaudiólogo para atender às suas necessidades.

Os aparelhos auditivos mais sofisticados combinam diversos algoritmos para criar uma solução inteligente e automática, cuja programação é criada individualmente.

Quando são capazes de ler e se adaptar a diferentes ambientes acústicos, os aparelhos proporcionam um som natural, puro e personalizado. O papel do aparelho auditivo não é de amplificar tudo, mas reduzir sons indesejados também, como ruídos de trânsito ou barulhos fortes.

O uso da Inteligência Artificial é a última inovação no segmento, capaz de entender a intenção de escuta de cada paciente e ajustar o som de acordo com o que ele queira ouvir. Desta forma, por exemplo, é possível ouvir melhor a voz de uma pessoa em um restaurante cheio.